Cansei de ser burro, agora vou ser feliz.

Pessoas de 25, 30, 35 largando empregos, trocando de ramo, de estilo de vida, trocando de país porque se tocaram que eram infelizes… Parece uma onda. Como se nos anos 80, 90 e 2000 todo mundo resolveu só se preocupar com dinheiro, daí em 2013 as pessoas decidiram voltar para os anos 70 e se tornar hippies. Eu até entendo por um lado, mas por outro…

Onde a alma dessa gente estava esse tempo todo? Até um vegetal, gente, até uma plantinha sabe que pra crescer ela precisa de luz, e se entorta toda pra achar luz, ou morrer… Ninguém plantou feijão nessa vida? As pessoas passaram a procurar por felicidade só depois de velhas? Que gente doida… Me sinto de outro planeta quando me deparo com essa quantidade de gente acordando pra felicidade e criando sites/comunidades sobre paz e amor, só agora. E tem amigos meus que se encaixam nesse perfil e que tão aderindo à onda. Desculpa gente por falar assim, mas pra mim é crise da modernidade. Mas me deixe explicar porque penso assim:

Não quero ser injusta e jogar pedra em quem quer se renovar, se redescobrir, voltar a sorrir e blau. Acho que enquanto houver evolução do ser está tudo certíssimo. E também não ligo pra retrocesso não. Cada um faz o que bem entender com sua vida. Meu problema é com as pessoas que estão metendo a pau no sistema e culpando o universo pelo sofrimento causado até hoje. Pela tortura de terem vivido os dias ruins no ofício. Agora você me pergunta, culpando pelo que? Gente, eles culpam o mundo por ter colocado na cabeça deles que pra ser feliz eles precisavam fazer da vida o mais rentável, e não o que fazia eles felizes.

Aí é a parte que eu meto o pau sim. Porque todo dia na porra da minha timeline tem compartilhamento de “Happy Endings” tipo “Eu amo minha nova profissão de vendedor de pulseirinha na praia. Segura essa, sociedade pífia!”

Pra esse tipo de gente eu digo: Filhinho, eu, como publicitária, posso dizer com toda propriedade que ninguém te obrigou a comprar uma casa, dois carros e uma cafeteira Nespresso. Você não tem mais 7 anos a muito tempo. Um dia você desejou isso tudo porque você quis. Teu chefe só te cobrava resultados sem se preocupar com seu bem estar porque a empresa onde você trabalhava não é instituição de caridade, você estava lá pra faze-la prosperar e não pra fazer Spa. A mídia te disse que usar roupa da lacoste e ray ban wayfarer é mais legal, mas o idiota que aceitou foi você! Não culpe a televisão, o sistema, o mundo por você ser vazio e por ter desejado se preencher com consumismo. Trabalhar menos e com o que você gosta dá menos dinheiro sim e talvez você, um dia, terá que fazer café na sua própria meia. E também não vai poder morar de frente pra praia do arpoador, é uma escolha sua. Mas por que você não pensou nisso antes? Agora vai jogar a culpa toda na cara da sociedade porque você foi facilmente manipulado também pelos seus pais/tios/amigos que disseram que pra ser legal você tinha que ter muito dinheiro?

Daí, depois de desabafar com esse bando de moleques, eu posso acrescentar o lado que eu entendo: todos temos a chance de mudar de vida a cada segundo. Eu espero que se eu precisar me arrepender perdidamente do rumo da minha vida e quiser mudar tudo, que eu esteja cercada de pessoas compreensivas. Eu espero que estas pessoas que estão entrando na onda também tenham este suporte e que sejam finalmente muito felizes, mas POR DEUS, PAREM DE ME CULPAR PELAS SUAS PÉSSIMAS ESCOLHAS.

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *