Me Espera

Me arrepiou.

Eu ainda estou aqui, perdido em mil versões irreais de mim. Estou aqui, por trás de todo o caos em que a vida se fez. Tenta me reconhecer no temporal, me espera! Tenta não se acostumar, eu volto já. Me espera! Eu que tanto me perdi em sãs desilusões ideais de mim, não me esqueci de quem eu sou e o quanto devo a você. Mesmo quando me descuido, me desloco, me deslumbro, perco o foco, perco o chão, eu perco o ar, me reconheço em teu olhar que é o fio pra me guiar de volta.Tenta me reconhecer no temporal, me espera! Tenta não se acostumar, eu volto já. Me espera! Eu ainda estou aqui.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *